Horário de Visita
Todos os Sábados
das 8h às 12h | 13h às 17h
114486.1557
114486.1150
contato@chabad.com.br
Endereço
Av. Municipal Espraiada S/N
Divisa Mairiporã - Atibaia/SP

TRATAMENTO

O tratamento pode fazer muito para reduzir e até mesmo eliminar os sintomas

A medicação antipsicótica ajuda a corrigir o desequilíbrio químico no cérebro, enquanto as mudanças de estilo de vida, também ajudam a melhorar a saúde física. Aconselhamento individual, apoio familiar e envolvimento em um programa de recuperação que se concentra na redução do isolamento social e na construção de relações pessoais são essenciais.

Nós da Clinica Chabad temos orgulho do trabalho desenvolvido por nós, do alto índice de alta e da estabilidade de nossos ex-pacientes pós-tratamento, que conquistamos ao longo dos anos de trabalho.

Um dos maiores problemas que algumas pessoas com doenças mentais enfrentam é a disponibilidade de habitação. Para muitas pessoas, ter uma condição de saúde mental não tem impacto na sua habitação. A maioria das pessoas pode viver independentemente em suas próprias casas. Para outros, os efeitos desencadeados pela doença mental podem deixá-los em uma situação precária de habitação, ou mesmo fazer com que eles percam seus lares. Ter um lugar seguro e adequado para viver é uma parte importante da recuperação, juntamente com o acesso a serviços especializados que permitem que pessoas com condições de saúde mental vivam da forma mais independente possível.

13 Etapas do tratamento

1.
ENTREVISTA DE CASOS NOVOS
Investigar o histórico familiar, desenvolvimento cognitivo, motivo da internação, percepção de si e do outro, crítica em relação à doença, dinâmica psicológica e Plano Terapêutico Individual.
2.
DISCUSSÃO DE CASOS
São atividades didáticas por meio de artigos atualizados, com discussão de temas científicos diretamente relacionados ao manejo e tratamento dos casos clínicos durante a internação.
3.
REUNIÕES DE EQUIPE
Reuniões que envolvem todos os membros da equipe multidisciplinar e têm por objetivo discutir e implementar um plano terapêutico específico para cada paciente.
4.
AVALIAÇÃO DIÁRIA
A equipe atualiza diariamente a situação clínica de cada um dos pacientes. As observações são coordenadas pelos psicólogos, equipe de enfermagem.
5.
ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELA EQUIPE DE PSICOLOGIA
Apoio ao diagnóstico e tratamento dos pacientes internados; Veiculação de informações psicoeducacionais a pacientes e familiares; Treinamento de habilidades sociais; Realização de grupos terapêuticos.
6.
ATENDIMENTOS INDIVIDUAIS
Os objetivos são aprimorar a percepção do paciente em relação a si e ao outro, possibilitar melhor elaboração e compreensão dos sintomas, crítica da doença e motivos da internação.
7.
ATENDIMENTO EM GRUPO
Tem como objetivo a utilização de intervenções para o auxílio no processo de elaboração e compreensão dos sintomas, mobilização para o tratamento e treinamento de habilidades sociais.
8.
HABILIDADES SOCIAIS
O Grupo de Habilidades Sociais consiste em um exercício semanal, lúdico e interativo, em que são abordadas questões que falam dos diversos tipos de comportamento existentes nas relações.
9.
AVALIAÇÕES NEUROPSICOLÓGICAS E DE PERSONALIDADE
Por meio de entrevistas e aplicação de testes neuropsicológicos padronizados e/ou provas projetivas, obtêm-se informações para a formulação de plano terapêutico específico.
10.
TÉCNICAS UTILIZADAS
Estimulação cognitiva: O objetivo é a manutenção e/ou melhora do desempenho funcional. Terapia de orientação à realidade: baseia-se no fornecimento de informações sobre a realidade, num processo contínuo e repetitivo.
11.
ATIVIDADES DE TERAPÊUTICAS
Utilizamos técnicas terapêuticas e educacionais, complementando a abordagem psicofarmacológica e as demais atividades terapêuticas.
12.
GRUPOS DE TERAPIA OCUPACIONAL
Os Grupos de TO ocorrem diariamente. As intervenções terapêuticas iniciam-se no momento da internação e envolvem abordagens cognitivas e ocupacionais.
13.
GRUPOS DE ORIENTAÇÃO ÀS FAMÍLIAS
Grupos de Orientação às Famílias são realizados semanalmente com cuidadores e familiares, durante a visitação.

Altas dos últimos 5 anos

38
2012
26
2013
31
2014
41
2015
42
2016